PT-MG DECIDE LANÇAR CANDIDATURA AO GOVERNO DO ESTADO E TAMBÉM AO SENADO

Reunião da direção estadual coloca Partido na linha de frente de oposição ao governo Zema, pede o “Fora Bolsonaro” e reafirma que o PT de Minas Gerais apresentará nomes para a disputa do governo do estado e Senado Federal A...
2021-08-18 20:40:09
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Reunião da direção estadual coloca Partido na linha de frente de oposição ao governo Zema, pede o “Fora Bolsonaro” e reafirma que o PT de Minas Gerais apresentará nomes para a disputa do governo do estado e Senado Federal

A direção estadual do Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais se reuniu virtualmente na última sexta-feira, 21 de maio, para uma atualização da conjuntura e fazer apontamentos sobre as perspectivas e desafios para o próximo período.

O saldo do encontro foi uma resolução que faz duras críticas aos governos Bolsonaro e Zema e que coloca o PT na disputa do governo do estado e também para o Senado.  “A direção estadual deve coordenar a construção de um programa político que possa enfrentar o desafio da recuperação econômica e social do estado”, afirma o texto.

Para o PT-MG, Zema e Bolsonaro seguem a mesma linha neoliberal e negacionista, o que gera, por consequência, os mesmos flagelos: privatizações, crise econômica acentuada, desmonte do Estado de bem-estar social, reformas que prejudicam os mais pobres, auxílio insuficiente, falta de vacina e condições preçárias para tratamento dos infectados pela covid. “O PT reafirma a necessidade de implementar outro modelo de produção, cuja centralidade seja a defesa dos direitos do povo, da soberania nacional e sustentabilidade ambiental”, destaca o documento.

Dentre as bandeiras levantadas pelo PT-MG na resolução do diretório estadual estão o “Fora Bolsonaro”, a criação de uma CPI para investigar os métodos fraudulentos usados por Zema com intuito de privatizar a Cemig, a luta por auxílio de R$ 600 enquanto durar a pandemia e a denúncia sobre o não cumprimento pelo estado de Minas Gerais do investimento mínimo de 12% em Saúde, caso já investigado por outra CPI, a dos “Furas-Fila”, instalada por requerimento apresentado também pelo PT na Assembleia Legislativa.

O documento na íntegra pode ser lido neste link

MAIS INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

Kerison Lopes

Secretário de Comunicação do PT-MG

31 9 9162.6935 – kerisonlopes@gmail.com